sábado, 24 de setembro de 2011

Para pensar

Homossexualidade é encontrada em mais de 450 espécies.
Homofobia é encontrada em apenas uma.

Qual parece ser não natural agora?

Ame e deixe amar.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Homofobia religiosa na UEL

Nos últimos meses tenho visto um aumento vertiginoso na homofobia em Londrina. Indivíduos e coletivos levantam suas bandeiras, ora de orgulho hetero, ora aludindo a uma possível deficiência física ou psicológica, ora defendendo "valores familiares". Em todos os casos, a intolerância atinge o seu nível mais cruel e tenta depreciar e impedir as pessoas de amar e buscar realização no amor.

Vejam esse texto homofóbico presente no "Boletim Universitário" de Setembro de 2011. Pelo que me disseram isso está sendo distribuído na UEL ( Universidade Estadual de Londrina ) pela pastoral universitária. Vejam e acreditem se quiser ( cliquem na imagem para ampliar ):

E poxa! Se as pessoas que escreveram isso não amam, que permitam as outras o amor e a felicidade, pelo ou menos isso.

-------------
Editado:

2ª Reunião ampliada para debatermos homofobia na uel
Data: Nesta terça-feira dia 20/09, as 17hrs
Local: SALA 103-CCH-UEL

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Tão modernos



Não sei o que é direito
Só vejo preconceito
E a sua roupa nova
É só uma roupa nova
Você não tem idéias
Pra acompanhar a moda
Tratando as meninas
Como se fossem lixo
Ou então espécie rara
Só a você pertence
Ou então espécie rara
Que você não respeita
Ou então espécie rara
Que é só um objeto
Pra usar e jogar fora
Depois de ter prazer.

Você é tão moderno
Se acha tão moderno
Mas é igual a seus pais
É só questão de idade
Passando dessa fase
Tanto fez e tanto faz.

Você com as suas drogas
E as suas teorias
E a sua rebeldia
E a sua solidão
Vive com seus excessos
Mas não tem mais dinheiro
Pra comprar outra fuga
Sair de casa então
Então é outra festa
É outra sexta-feira
Que se dane o futuro
Você tem a vida inteira
Você é tão esperto
Você está tão certo
Mas você nunca dançou
Com ódio de verdade.

Você é tão esperto
Você está tão certo
Que você nunca vai errar
Mas a vida deixa marcas
Tenha cuidado
Se um dia você dançar.

Nós somos tão modernos
Só não somos sinceros
Nos escondemos mais e mais
É só questão de idade
Passando dessa fase
Tanto fez e tanto faz.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Manifesto estudantil antiburocrático

Véspera de eleições do DCE, andei vendo, ouvindo algumas coisas nos corredores..

Redigi essa proposta de manifesto sem grandes pretensões, apenas como provocação/reflexão. Pois é um fenômeno que tenho visto durante toda minha vida acadêmica. Sem a dedicação e o cuidado dos teóricos, isso é mais um desabafo escrito rapidamente de quem está de saco cheio de certas coisas.

Alguém concorda / discorda / altera / acrescenta ?


"Burocrata com um cargo na mão é bicho feroz, feroz.
Sem ele anda rebolando e até muda de voz"

Como reconhecer um burocrata estudantil?

Vislumbram, fantasiam, seguir carreira política
Se esforçam sempre para parecer legais
Se esforçam sempre para parecer bonitos
Querem ser amigos íntimos de todo mundo
Especialmente íntimos de quem possuir algum cargo ou influência burocrática
Entendem muito bem como funciona os meandros internos da burocracia nacional, estadual, municipal, colegial e universitária
Tiram proveito disso para ganhar mais amizades
Acham que receberão votos naturalmente em virtude dessas "amizades", "beleza" e "simpatia"
Podem sumir
Mas sempre aparecem nos períodos eleitorais
E podem aparecer caso os estudantes se mobilizem sem eles
Tem uma forma de pensar particular viciada pela hierarquia
Abandonam e tentam esvasiam qualquer movimento que não possam liderar
Abandonam e tentam esvasiar qualquer movimento que não possam fazer de conta que lideram
Gostam de eleições, embora nem sempre respeitem suas regras
Adoram boca de urna e pequenas trapaças eleitorais
Adoram malandragens, jogadinhas e manipulações
Adoram protocolar documentações
Ainda que esses documentos não sirvam para nada
Especialmente se puderem assinar em baixo
Gostam de andar em grupo
E o primeiro passo, ou o mais importante, em grupo de burocratas é a definição dos cargos
Até mesmo se os cargos forem completamente inúteis: como presidente e orador, por exemplo
Gostam de eleger e apontar líderes
Gostam de falar em público
Mas só porque consideram isso como autopromoção
Gostam de investir em material gráfico
Gostam de ter tudo padronizado
Adoram conchavos
A conversa entre dois burocratas, ainda que sobre temas gerais, pode parecer extremamente íntima
Eles podem discutir com você durante meses desde que, ao final, a discussão não chegue a lugar algum
Adoram colocar nomes de músicas em seus movimentos
Adoram palavras vazias: "novo", "renovação", "grupo", "coletivo", "avançar", "fazer pressão" para ocultar suas verdadeiras intenções e organizações
Adoram conservar a segurança das velhas estruturas estabelecidas
Acham que são melhores e superiores em comparação ao resto dos estudantes
Mas nunca admitem isso
Ignoram o quão prejuducial ao coletivo é canalização burocrática e institucional das lutas populares
Seus interesses particulares vem sempre antes do interesse coletivo
Jamais se convencem que seus aliados estão errados
Jamais se convencem que estão errados
Suas propostas à comunidade geral sempre fogem à polêmica
Suas propostas tem mais relação com o programa geral da organização ou do governo que representam do que com as demandas reais dos estudantes
A justificativa é que assim poderão aglutinar mais, representar a todos, ampliar filiações
O resultado é que acabam representando ninguém

Basta!

O movimento estudantil não precisa de burocratas!
Movimento estudantil se faz nas assembléias!
Se faz por estudantes, não por políticos profissionais!
Se faz nas ruas, na ação direta!

Não dê aos burocratas aquilo que eles querem: cargos!

Se é pra lutar:

Façamos atos, greves, ocupemos a reitoria!

Chega de blá blá blá..

-----

Recomendo também:

Documentário: Que Porra é essa?
Texto esquisito, digno da Playboy, mas vale a pena por lembrar a porcaria que é a União nacional dos estudantes - UNE - de hoje: A UNE deu PT

domingo, 4 de setembro de 2011

Visceral

Para que não nos esqueçamos de todxs aquelxs que dedicaram sua vida por um ideal de justiça, amor e liberdade:

Viva la anarchia!


Viva la anarchia!


Film d'amore e d'anarchia,
ovvero
"stamattina alle 10 in via dei Fiori
nella nota casa di tolleranza..."

Filme de amor e de anarquia
ou
"esta manhã, às 10h, na conhecida
Casa de Tolerância da rua das Flores..."


"Quero repetir o meu horror por atentados que além de serem ruins em si são estúpidos porque prejudicam a causa a qual deveriam servir... Mas aqueles assassinos são também santos e heróis... E serão celebrados no dia em que se esqueça o fato brutal para relembrar somente a idéia que os iluminou e o martírio que os tornou sagrados."
- Errico Malatesta.

------------

Este filme está disponível em torrent.