quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Ser "

Não consigo mais dormir
Pois no amanhã é tudo o que penso,
E o hoje é só o que vivo,
Eu não me entendo mais.

Eu planejo atos
Que nunca se cumprem,
Vejo cenas que se repetem,
Sempre tão desiguais,
Deve ser por isso que existem
As classes sociais
A, B, C, D e Miserável também

Vivo num país onde a ordem
Revela a desordem
Figuras de linguagem,
Políticos de imagem
Imagens rebuscadas
Confianças trincadas,
Mentes revoltadas,
Multidões enganadas,
Mas quem é que se preocupa?

Afinal,
Nós temos futebol
E carnaval!

Aprendemos com os erros,
Mas a errar continuamos,
E isso nos transforma em seres humanos,
Não somos o erro de todo o gênesis,
E sim cegos opcionais,
Pois podemos ver
Mas gostamos do escuro
Pois ele sim, ele é mais seguro

Afinal,
Nós temos futebol
E carnaval!

Desde o berço capitalistas,
De torcidas.. nacionalistas
Decoramos o hino, e mesmo sem saber
Seu significado,
Isso nos basta,
Pois o que importa
É o que pensam de nós
E não quem somos na realidade
E não o que somos de verdade

Mais in Real
Nós temos futebol
E carnaval!

Não precisamos conhecer o prato,
O que queremos é matar a fome,
E tudo, tudo isso nos basta,
Não precisamos nem digerir,
Está tudo alí, já mastigado,
Mesmo errado, isso nos basta!
Está errado, isso nos basta!
Pos é assim que deve ser,
Não não me pergunte o por quê..
O que nos basta?
Se disserem que é bom e também usarem
Nós vamos aderir, pois vemos na tv

E sem no começo, meio e final
Nós temos futebol
E carnaval..

Nossa razão é a rotina de tudo
Pra nós emoção é novela e o som do surdo,
E é claro, a eles tudo basta,
E para mim, isso basta?
Você pasta, o que lhe basta?

Alienação existencial
Viver vida vida vegetal
Automatismo inconsciente
Sobre vivência deficiente
Isso é o que lhe resta
Será que isso presta?

Pensar questionar,
viver slecionar
viver para pensar
e não para morrer

-----------

rs.. mais uma velharia, tem coisas aí que eu jamais escreveria nos dias de hoje.

Nenhum comentário: