segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Contradições Cotidianas {Tom: F}

Quando eles dizem
Que o progresso e a modernidade
Estão melhorando o mundo,
É só para o seu bem
Para que você se sinta bem
E leve a vida com tranquilidade
E quando eles dizem que vivemos em paz
É mentira.. é!
É mentira também

Que paz é essa .. ?
Que paz é essa que se arma para a guerra?

Guerras de fome são toleradas
Guerras civis ignoradas
Pelos poderosos amenizadas
Com cenas de apelo emocional
Elas disfarçam o caos urbano
Que existe apenas no mundo real

Que paz é essa .. ?
Que paz é essa que se arma para a guerra?

Quando os grandes problemas aparecem
Grandes escandalos também florescem
Coincidência repetitiva
É essa ilusão - ilógica - abusiva
Eles nem se preocupam e dizem
Que é pra você sentir-se bem
E digo agora eu para alguém
É mentira.. é!
É Mentira também..

Que paz é essa .. ?
Que paz é essa que se arma pra guerra?

-------------

Essa é uma das últimas velharias que eu tinha para postar, pelo que me lembro foi a primeira canção que eu escrevi e a galera da Captania musicou. Foi muito engraçado quando eu contei que a frase usada no refrão: "Que paz é essa que se arma para a guerra?" tinha sido copiada de um trecho de uma música gospel, não me lembro de qual banda. Nada haver comigo que já na épora era ateu mas, sinceridade, essas coisas acontecem rs.. Em todo processo de criação há uma inestimável dose de cópia e transformação. Mas até hoje gosto muito dessa letrinha aí, bem significativa para aquela fase da vida.

3 comentários:

Tatá Arouck disse...

Obrigada pelo comentário! Devo dizer que também adorei seu blog, principalmente pelo autor ser um libertário pesquisador em história social! Haha
"Quando os grandes problemas aparecem
Grandes escandalos também florescem
Coincidência repetitiva
É essa ilusão - ilógica - abusiva"
Mandou muito!
Beijo!

V.H. de A. Barbosa disse...

No fundo todo mundo quer sua própria paz.

Lucas disse...

Olá !! : ) obrigado pela visita e os comentários. Sempre procuramos né Vinícius, um lugar calmo e tranquilo, com alguma sombra. um abraço!