quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Luta pela liberdade Sindical: Alemanha

"A injustiça, mesmo quando atinge um só,
é uma ameaça contra todos nós"



O sindicato anarquista FAU, filiado a AIT, foi proibido de atuar e se declarar enquanto sindicato na alemanha.

Apelo urgente em Português de solidariedade ao sindicato livre alemão FAU: http://bit.ly/8OpI7y

Apóie a luta pela liberdade sindical na Alemanha: Envie email de protesto em 1 clique! http://bit.ly/5nKQzH

Vale lembrar que no Brasil, por exemplo, a unidade sindical e sua submissão ao estado é uma herança do Facista Mussolini trazida ao Brasil por Getúlio Vargas:

"O governo de vargas assina, em 15 de março de 1931, o decreto conhecido como Lei de Sindicalização. Até essa época, todos os sindicatos eram formados por iniciativa dos trabalhadores.. Os sindicatos eram livre, independentes e funcionavam como organismos de luta por melhores condições de vida e salário."

"O projeto sindical populista de Vargas previa a adução de algumas leis que, na verdade, eram conquistas dos trabalhadores.. inspirada na Carta del Lavoro de Mussolini.. A constituição corporativista de 1937 e a CLT consolidam e institucionalizam a política varguista para o movimento operário". (Silva, Antonio Ozai - História das tendências no brasil: origens, cisões e propostas, p. 60 e 61)

--------

Fotos da manifestação realizada em Berlin pela Liberdade de organização dos trabalhadores: http://ccphoto.de/?p=180
Site da FAU: http://www.fau.org/verbot

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Ajudar a polícia?

Ajude a polícia a identificar quem invadiu o campo no jogo Coritiba x Fluminense - 07/12/2009

é meu caro Bezerra. A coisa tá feia.

Malandro é malandro e Mané é mané.

Bezerra da Silva

"Já o Mané ele tem sua meta,
Não pode ver nada que ele cagueta,
Mané é um homem que moral não tem"

Dedo Duro
Bezerra da Silva
Composição: Walter Coragem/G. Martins/Bezerra Da Silva

Fecharam o paletó do dedo duro
Pra nunca mais apontar
A lei do morro é barra pesada
Vacilou levou rajada na idéia de pensar
A lei do morro é barra pesada
Vacilou levou rajada na idéia de pensar

A lei do morro é ver ouvir e calar
Ele sabia, quem mandou ele falar
Falou de mais e por isso ele dançou
Favela quando é favela, não deixa morar delator

Fecharam...

------------

Ajudar a polícia? rs.. só pode ser piada né. Tô fora! Há aqueles que são bem pagos para isso.

O Governo do Estado do Paraná criou um site com fotos de vários torcedores que invadiram o gramado durante a partida em que o Coritiba Foot Ball Club foi rebaixado para a segunda divisão. É curioso o talento que os mandatários do poder econômico, político e da grande mídia tem em despertar e aflorar certas paixões, em criar dependência. Mas assim que estas explodem são logo os primeiros a lhe tolher as asas e disciplinarizar. Seriam os torcedores os únicos culpados pelos lamentáveis acontecimentos no estádio Couto Pereira ? E a responsabilidade daqueles que, pelo lucro, incitam o nacioanlismo, patriotismo, clubismo fica como? Dessa forma estaremos fadados a, mais dia menos dia, ver cenas como essa se repetirem.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Michael Moore rompe com Obama


Do Obama era óbvio, mas pelo ou menos ele rompeu agora. Enquanto a maioria que se vende segue assim até a morte. Mas vai saber, talvez apenas não pagaram o que Moore passou a exigir dada a pressão interna nos EUA rs..

Mas isso não importa: Agora só falta romper com a Hillary, com a falsa-democracia e os burgueses, arrancar essa bandeira dos estados unidos do site e virar anarquista.

Um dia ele aprende : p


*** Brincadeiras a parte: Michael Moore, que fez campanha pró-obama, publicou carta em seu site e rompeu definitivamente com o presidente: http://www.michaelmoore.com/

** Fator determinante pode ter sido que Obama segue todas as políticas de "Busch", entre aspas pois fica claro que há algo maior por trás das marionetes, e agora está enviando mais 30 mil soldados para o Afeganistão.

* Espero que essas coisas sirvam de lição para os brasileiros que seguiram a onda da grande mídia e ficaram esperançosos com o "grande" Obama.

---
A esperança no parlamentarismo submete e pressupõe a falta de esperança, tesão e capacidade nos movimentos autônomos, populares e libertários. A consequencia é a real inatividade política, o desperdício de forças e energias em atividades indiretas, não-transformadoras, e o parasitismo partidário. O efeito final é a legitimação da estrutura de dominação, a manutenção do status-quo e a derrota final a curto, médio ou longo prazo de todas as iniciativas e potencialidades emancipatórias. O motivo pode ser o oportunismo capitalizador, a opressão sistemática as perspectivas de luta autonomas ou simplesmente a falta de compreensão histórica dos indivídos e coletivos envolvidos no processo todo.
---