sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Estado Policial no Rio Grande do Sul

Para os explorados a prisão, a morte
Para os capitalistas ladrões, todas as homenagens*

A democracia brasileira está machada de sangue e segue, embora com seus métodos peculiares, os passos das democracias burguesas ao redor do mundo. A cada dia a repressão se torna mais aguda e faz mais vítimas. Um exemplo é Rio Grande do Sul que vive hoje em estado policial. Como se não bastasse a barbárie cotidiana, sacudiram a poeira da ditadura e a botaram novamente para torturar.

Depois que o trabalhador rural Elton Brum foi assassinado, com um tiro calibre 12 pelas costas, cresceu a denúncia e a mobilização contra o estado, a governadora Yeda Crusius e a Polícia. A repressão entretanto se fortaleceu. A sede da FAG(Federação Anarquista Gaúcha) em Porto Alegre, que visitei há uns anos atrás e pude conferir de o bom trabalho que desenvolvem, foi invadida pela polícia no dia 29 de Outubro, 2009. Roubaram um computador, materiais impressos que denunciavam a governadora Yeda e chapas para imprimir cartazes.

O abuso passou a ganhar destaque, boletins eram publicados no site da Federação Anarquista Gaúcha que recebeu nos últimos dias milhares de visitas. Mais uma vez, de forma arbitrária a página: http://www.vermelhoenegro.org/fag foi agora censurada, banida da internet.

Vejam mais em: Capitalismo, Estado e Repressão - Passe a Palavra

...
Não vamos nos calar.
Espalhe essas notícias.
Sem justiça social não haverá paz.
Solidariedade à FAG e aos que lutam!
Não poderão jamais nos calar! Resistimos!
...
* Imagem publicada no jornal anarquista "A Plebe" no dia 24/05/1919.

Nenhum comentário: