quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Audiência sobre a Usina Mauá

Sexta, 10 de outubro às 14:00 horas na Câmara Municipal de Londrina.

Em debate:

1-) Os estudos de impacto estão sendo conduzidos separadamente para cada usina, sem considerar os efeitos cumulativos das 08 usinas (UHEs) pretendidas no rio Tibagi;

2-) Os estudos ambientais apresentados apenas para a UHE Mauá, já apontam a EUTROFIZAÇÃO do reservatório, com ambiente propício à criação de algas que liberam toxinas cancerígenas na água;

3-) As áreas a serem alagadas contém matas únicas, depósitos de resíduos, túneis de mineração, estes últimos que segundo laudo apresentado, irão tornar o Tibagi um caldo de metais pesados, prejudicando sua qualidade para abastecimento;

4-) Os estudos ambientais apresentados apontam que o rio de correnteza depura (limpa) com eficiência as águas, e que a partir de sua transformação em ambientes lênticos (reservatórios), perderá essa
capacidade de depuração.

É CERTA A PERDA DA QUALIDADE DA ÁGUA QUE ABASTECE LONDRINA, COM SÉRIOS PREJUÍZOS À POPULAÇÃO ATUAL E COMPROMETIMENTO DA QUALIDADE DE VIDA DAS FUTURAS GERAÇÕES.

O PREÇO DA ÁGUA IRÁ AUMENTAR SEVERAMENTE AO LONGO DOS PRÓXIMOS ANOS, COM NECESSIDADE DE MAIS TRATAMENTO, E MENOS QUALIDADE.

A DESTRUIÇÃO DAS MARGENS DO RIO ESTÁ SE INICIANDO, MAS AINDA É "POUCO" PERTO DA CATÁSTROFE ANUNCIADA COM DESTRUIÇÃO DE 8.000 HECTARES (80.000.000 de m2) DE MATAS CILIARES, SOMENTE PARA A PRIMEIRA USINA (MAUÁ)



Contato:
Carlos Eduardo Levy
OAB-PR 33.868
Avenida Duque de Caxias 1980 sl 304
Londrina-PR
(43) 3356-4658 / 9107-6931

Vamos lá!

Um comentário:

7777Nishi disse...

I ai velho Blz !?

Porra! nao sei se vc conhece esse site aqui http://www.rizoma.net/interna.php?id=185&secao=anarquitextura

Mas tava tendo umas ideias!!

Ta ligado ?!

Flw! Abraco!